quarta-feira, 27 de junho de 2012

Ergonomia

A POSTURA CONTA MUITO!

A ergonomia é a busca da relação ideal entre indivíduo e ambiente de trabalho.

Ela visa proporcionar um ambiente de trabalho perfeitamente adequado ao homem, garantindo a segurança, a saúde e o bem-estar do trabalhador, a fim de prevenir acidentes e doenças, aperfeiçoar processos, garantir a eficiência e melhorar a produtividade.

MOBILIÁRIO E CUIDADOS POSTURAIS:
O mobiliário deve adaptar-se à pessoa que irá utilizá-lo.
Recomenda-se modelos que permitam regulagens, flexibilidade e variações ao invés de modelos fixos.

TRABALHO SENTADO:
Evite longo período sentado, levantando-se e andando de vez em quando.

Ao sentar-se, apóie o tronco no encosto da cadeira, de modo que o ângulo tronco-coxas seja de aproximadamente 100 graus. Assim, você mantém a postura correta das costas e diminui a pressão sobre a coluna vertebral.
Uma cadeira de bom padrão ergonômico deve ser robusta, ajustável na altura e encosto, ter trava para que fique firme, possuir encosto envolvente que acompanhe a curvatura das costas, ter espuma com densidade adequada para distribuir o peso e ter borda anterior do assento arredondada.
Os pés devem estar sempre apoiados no chão ou em um suporte especial.
Sempre que possível utilize uma superfície inclinada para leitura, que deve ser de 45 graus, e para escrita, que deve ser de 15 graus.

TRABALHO EM PÉ:
Não se recomenda passar o dia todo em pé, pois isso provoca fadiga e dores nas costas e pernas, sendo uma das causas de varizes. As tarefas que exigem longo tempo na posição em pé devem ser intercaladas com tarefas que possam ser realizadas na posição sentada ou andando.

EQUIPAMENTOS:
Um bom equipamento deve ser mostradores visíveis, claros e bem distribuídos. Os comandos devem ser fáceis de manusear, sem exigir malabarismos e contorcionismos de quem o opera.
Hoje, é comum as pessoas passarem o dia todo diante da tela do computador. Nesse caso, a postura corporal é muito importante para prevenir os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (D.O.R.T.), que tem afastado inúmeros trabalhadores de seus postos. Além das observações já citadas para o trabalho sentado, também recomenda-se que:
  • Seja utilizado suporte para os punhos, que reduz o esforço estático dos membros superiores.
  • A tela do computador não deve apresentar reflexos e deve possuir um bom padrão de legibilidade. A distância adequada entre a tela e olhos do usuário é de no mínimo 45 cm.
  • O trabalho não deve ser realizado com altura superior aos ombros.

FATORES AMBIENTAIS:
A presença de ruído elevado no ambiente de trabalho pode perturbar e, com o tempo, prejudicar a audição.
Entre dois equipamentos prefira o menos barulhento.
A luz deve ser posicionada em relação à tarefa, de modo a evitar os reflexos e sombras.

O calor no ambiente de trabalho é prejudicial e deve ser combatido. Porém, é preciso ter cuidado com o ar condicionado, que deve ser limpo e bem regulado. Outros fatores que contribuem para o clima do ambiente são: temperatura radiante, velocidade e umidade relativa do ar.

ERGONOMIA NA PREVENÇÃO DE DOENÇAS:
Entre as doenças mais comuns relacionadas ao trabalho, destacam-se: L.E.R./D.O.R.T e Lombalgias.

L.E.R./D.O.R.T. (Lesões por Esforço Repetitivo/ Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho): são aquelas causadas pelo trabalho repetitivo e contínuo. Esses distúrbios, geralmente curáveis, acometem principalmente os membros superiores e são causados por atividades que exigem posturas incorretas e repetição de um mesmo movimento.

As atividades mais comuns que podem causar D.O.R.T. são: digitação,trabalho de empacotamento e montagem de aparelhos nas linhas de produção contínuas.

Lombalgia: é uma dor localizada nas partes baixas da coluna, entre as últimas costelas e região das nádegas. Pode ser causada por fatores como:
  • levantar ou carregar peso excessivo;
  • postura inadequada ao sentar, levantar ou dormir.
Na grande maioria dos casos, essas doenças são curáveis. O importante é ficar atento para tratá-las no estágio inicial, procurando orientação médica caso apresente sintomas como dor ou sensibilidade dos membros, dormência ou dificuldade em movimentar-se.

CONSIDERAÇÕES FINAIS:
Além dos aspectos ergonômicos e dos cuidados posturais dos quais falamos, vale lembrar que é muito importante realizar pequenas pausas na execução das tarefas, além de alternar a posição sentada com a em pé.

Lembre-se de que a saúde do trabalhador não pode ser dissociada de seus hábitos diários e estilo de vida.
Por isso, para garantir a saúde e o bem-estar, seja no trabalho ou fora dele:
*Pratique atividades físicas regularmente, não se esquecendo da importância dos alongamentos.
*Tenha uma alimentação saudável.
*Combata o estresse.
*Policie sua postura no ambiente de trabalho.
*Siga sempre as orientações deste folheto.
*Procure regularmente a orientação de seu médico.
*Previna-se: diagnóstico e tratamento precoces evitam que as lesões se tornem crônicas.


FONTE: FOLDER UNIMED.

Vida longa e saudável


TRÊS PILARES

ATIVIDADE FÍSICA NA MEDIDA CERTA
Quem pratica esportes e se movimenta com freqüência já está no caminho certo para manter o bem-estar.
A prática regular de exercícios de resistência, como correr, nadar ou andar de bicicleta, é considerada pela ciência a fonte da juventude, pois ativa a circulação do sangue por todas as partes do corpo, retardando ou até mesmo prevenindo a calcificação dos vasos e ainda tonificando os músculos corporais.
Outra dica importante é manter a flexibilidade e a elasticidade dos ligamentos e dos tendões, por meio de exercícios isotônicos, que associam o movimento à tensão consciente dos músculos.
Muitos exercícios podem ser associados no quotidiano: pela manhã, se puder, vá ao trabalho a pé em vez de ir de carro; após o almoço, pratique exercícios de alongamento, que evitam a queda de rendimento; e, à noite, ande de bicicleta ou saia para jogar boliche com os amigos, mantendo-se distante de petiscos com alto teor de gordura ou açúcar.

TREINAMENTO BEM-SUCEDIDO
O objetivo de qualquer exercício físico saudável é condicionar o corpo, tornando-o cada vez mais forte e resistente.
Um dos critérios é medir o pulso antes do exercício, durante e após o exercício.
O procedimento é simples: basta contar os batimentos cardíacos tocando o pulso ou, o que é ainda mais conveniente e prático, medindo-o com um aparelho de pressão.
O importante é medir o pulso com o corpo em repouso e durante o esforço físico, assim como o intervalo em que os batimentos voltam ao normal após o esforço físico.

PULSO EM REPOUSO
 É a medida exata da condição da circulação sanguínea. O pulso deve bater entre 60 e 80 vezes por minuto.
É melhor medir pela manhã, logo depois de acordar e antes de praticar exercícios. Com  a melhora do condicionamento físico, o número de batimentos por minuto diminui e o pulso se torna mais forte e regular, pois a força dos batimentos cardíacos aumenta.

PULSO DURANTE O ESFORÇO
Deve oscilar entre 120 e 140 batimentos por minuto. Uma regra fisioterapêutica recomenda 180 batimentos subtraindo-se a idade o indivíduo.
O limite máximo deve ser 160; se ultrapassado, você deve movimentar-se lentamente até que os batimentos voltem ao normal.

FASE DE RECUPERAÇÃO
Quanto mais rápido os batimentos cardíacos voltarem ao normal, melhor é a condição física de uma pessoa.
Após 3 ou 4 semanas de condicionamento físico, o intervalo de tempo se reduz, e os batimentos voltam ao normal em 3 minutos.

COMIDAS LEVES E SAUDÁVEIS:
Para quem deseja se alimentar bem é aconselhável seguir uma alimentação equilibrada.
O Cardápio deve ser variado e não apresentar somente refeições ricas em cereais ou carne, nem eliminar por completo o açúcar ou a gordura.

REGRAS BÁSICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA
Cada cardápio deve conter:
  • Frutas e legumes variados, a serem consumidos de preferência 5 vezes ao dia.
  • Ervas e temperos.
  • Grãos, como arroz, cereais e pães integrais para gerar fibras minerais.
  • Massas, como fonte imediata de energia.
  • Derivados do leite, peixe e carne (no máximo 2 ou 3 vezes por semana) para a ingestão de nutrientes, como proteína animal, ferro, cálcio, lecitina e iodo.
  • Óleos insaturados, como azeite de oliva extra virgem para cozinhar e temperar saladas.
  • Eventualmente uma sobremesa saborosa, necessária para produção do hormônio da felicidade e para o prazer.
  • Ingestão diária de, no mínimo, 2 litros de água mineral, suco de frutas ralo ou chá de ervas ou de frutas.

MANTENHA A TRANQUILIDADE
Para preservar a saúde do organismo, além da boa forma física e da alimentação saudável, é importante ser capaz de se desligar do mundo, descobrir as próprias necessidades e renovar as forças por meio de momentos de relaxamento, combatendo o estresse.
Existem diversas formas de relaxamento.
Um banho relaxante, um bom livro.
Exercícios corporais
Dança
Métodos orientais de relaxamento
Cuidados diários com o corpo, como aplicações de óleos e compressas
Sair com os amigos
Sauna
Massagem...

A combinação destes três elementos- exercício, alimentação e relaxamento- pode trazer
vários benefícios e até mesmo eliminar problemas.


FONTE: SUA SAÚDE EM 15 MINUTOS POR DIA
SELEÇÕES READER’S DIGEST.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Cuidados com a pele no inverno


*SABONETE:
No inverno a nossa pele tende a ficar mais ressecada do que o normal, por isso o ideal é utilizar sabonetes com óleos naturais ou componentes a base de manteigas. É importante saber que no inverno não é indicado esfregar a pele com uma buxa durante o banho todos os dias, se você fizer isso a sua pele ficará sem proteção e é o que ela mais precisa nesse período.
Faça uma leve espuma sobre o corpo, até porque durante a noite o nosso organismo produz seu óleo natural, fazendo com que durante o dia fiquemos com forte cheiro de suor, por isso é importante tomarmos banho de manhã.

Importante: escolha um sabonete de Ph baixo que não agride tanto a pele, ou um sabonete de bebê.

*ÓLEO DE BANHO:
É um hidratante perfeito (só não é para quem tem pele oleosa), mas no inverno ele pode ser um forte aliado contra o ressecamento da sua pele. Passe-o depois do sabonete e não esqueça de tirar o excesso no chuveiro.

*HIDRATANTE CORPORAL:
Use e abuse deles! Não tem problema algum de usar óleo no banho e depois creme hidratante, eles só deixam sua pele mais saudável ainda.

*ESFOLIAÇÃO:
Cuidado! Ela é ótima, mas pode ser prejudicial como tudo que é feito em excesso. Dê intervalos de pelo menos duas semanas entre as sessões.

No mais se cuidem, pois o inverno fica ainda mais lindo com uma pele hidratada.


FONTE: BLOG TUDO PARA MULHERES DA FAHEN
               

Este é o inverno

Um frio de leve
Vem para ficar.
A brisa suave faz a árvore balançar.
O vento sopra assobiando.
O céu escuro vai ficando.
As nuvens passam de mansinho.
A chuva chega devagarinho.
As pessoas correm abrindo guarda-chuvas.
Vi um homem de casaco
E uma mulher de luvas.
É esse o inverno sorrateiro.
Vem chegando e vem avisar primeiro.


FONTE: CLARICE PACHECO

terça-feira, 19 de junho de 2012

Sobre mães e filhos

A mãe possível...
‘É melhor errar na criação dos filhos do que acertar seguindo um manual’, diz psicanalista.


Como criar filhos saudáveis num mundo em que a tecnologia substitui o contato humano e as famílias têm novas configurações, com separações e recasamentos?

Leia a entrevista do psicanalista Leopoldo Fulgêncio, 52, à luz da teoria de Donald Winnicott (1896-1971), psicanalista inglês criador do conceito de “mãe suficientemente boa”.
Pai de dois filhos e um enteado, Fulgêncio leciona na PUC de Campinas, interior de SP.

Folha – O que significa ser uma “mãe suficientemente boa” hoje?
Leopoldo Fulgêncio – É aquela que, ao suprir as necessidades do filho, cria a possibilidade de ele ter fé na vida, nas pessoas. A função materna sempre foi cuidar. A matriz do amor é o cuidado, não ficar dizendo que ama e dando explicações sobre como as coisas devem ser.

Como lidar com o medo de errar?
É melhor uma mãe que erre porque está empenhada em descobrir o seu jeito de fazer as coisas do que uma que acerte por causa de um manual. Ser mãe é muito complexo e o melhor jeito de saber como agir não é como uma cartilha.
A mãe deve ser incentivada a ficar em contato com seus filhos  e agir de acordo com seus próprios sentimentos.

Quais são os desafios das novas famílias?
Casais héteros ou homossexuais têm que lidar com as próprias ambigüidades para não passar os seus dilemas para os filhos. Seja qual for o problema a enfrentar, fingir que ele não existe não é a solução. Recomendo sempre a comunicação verdadeira. No caso de filhos pequenos, não faltam fábulas para ajudar a elaborar as questões das diferenças e das separações.

Qual o impacto da tecnologia nas relações familiares?
O problema é a medida: quando a tecnologia se sobrepõe, ela mata as relações.
Os pais podem usar recursos tecnológicos (como mensagem de celular) para falar com seus filhos, mas isso não substitui a presença. É atribuição dos pais regular o uso da tecnologia porque os filhos não percebem o seu alcance.

Na adolescência, estar presente pode ser mais difícil...
É preciso manter-se disponível para uma fase de intensas negociações – se vai ou não vai, a que horas sai, com quem etc. -, suportar brigas decorrentes disso e mostrar que, apesar delas, você continua ali. É normal que adolescentes se oponham aos pais.
É uma questão de identidade.

E se o cuidado materno faltar ou falhar em alguma fase?
A criança será prejudicada de muitos modos. Pode perder a fé no mundo, sentir muita dificuldade para ver o outro, para se relacionar, para aprender. Pode até perder o interesse pela realidade. Em casos graves, durante a fase inicial da vida, corre o risco de desenvolver autismo – essa era uma das hipóteses de Winnicott.

A maternidade, então, tem uma função social?
Se o Brasil quer amadurecer, deve investir mais nas mães e na primeira infância.
A mãe não pode fazer tudo sozinha. Precisa do apoio do pai dos filhos, da família e também de escolas, creches, licença-maternidade, enfim, de reconhecimento social.


FONTE: JORNAL EQUILÍBRIO
FOLHA DE SÃO PAULO

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Nude – como usar esse tom

O tom nude é aquela cor bem pastel, que costumamos chamar de “cor de pele”, mas com um tom rosado. Encontramos essa cor como tendência tanto no inverno quanto no verão. É uma cor elegante e fashion, que é encontrada em roupas, maquiagens, bolsas, jóias e sapatos. Se você tem dúvidas de como usar acessórios nessa cor tão clara, leia abaixo algumas dicas e veja como combinar:

  • O nude deve ser usado sempre como peças em tom nude ou claras: se usar uma blusa nude, experimente usar  um sapato nude também , por exemplo.
  • Quando usar um colar comprido em tom nude, use-o em
  • Cima de uma blusa branca ou beje, para dar destaque, sem exageros.
  • Sapatos nude ficam excelente mulheres baixinhas, pois eles dão a sensação de corpo e pernas alongadas.
  • Se estiver numa festa chique, use um vestido longo nude com acessórios nude com dourado, como bolsas de mão e brincos.
  • Echarpes e lenços em tom nude ficam excelentes com calças brancas do modelo saruel ou jeans claro no modelo boyfriends.
  • Escolhas brincos, colares, pulseiras e anéis em tom nude que mesclam detalhes dourados. Fica  chique e elegante, dando muito destaque á jóia.
  • Experimente usar uma máxi  bolsa nude com blusa nude e calça ou bermuda saruel em jeans estonado. O look fica elegante e hi-lo, ao mesmo tempo!
  • O tom nude é democrático, fica bem tanto em peles negras quanto brancas.
Deixa qualquer mulher elegante e bem vestida!  


Fonte: Escrito e publicado por mog

segunda-feira, 4 de junho de 2012

O que você mudaria?

-De acordo com o site 4children.org uma pesquisa realizada na Grã-Bretanha com cerca de 2 mil crianças de 4 a 14 anos revelou que elas fariam o seguinte:

*Parar o aquecimento global
*Acabar com a desigualdade
*Eliminar as guerras
*Acabar com a pobreza
*Erradicar a fome.

-Também, uma pesquisa de 2009 realizada pela Fundação Bertelsmann na Alemanha
revelou quais são as maiores preocupações de cerca de 500 jovens de 14 a 18 anos:

*Doenças e epidemias globais
*Falta de alimento e água potável
*Mudanças ambientais e destruição do meio ambiente
*Pobreza


Fonte: DESPERTAI /2012

Seis dicas para conquistar o primeiro emprego

1-      OBJETITO BEM DEFINIDO: O candidato deve demonstrar clareza e determinação na entrevista de emprego. Ele apresentará um diferencial para a empresa e será valorizado.
2-      DESPERTAR INTERESSE NO RECRUTADOR: O currículo foi o primeiro contato, mas as demais etapas são decisivas. O candidato deve usar as qualificações que possui para causar uma boa impressão e se destacar entre os demais.
3-      VAGAS TEMPORÁRIAS E ESTÁGIOS: Estas oportunidades abrem as portas para o mercado de trabalho. É uma grande chance de ganhar experiência e se adaptar à rotina. Para quem mostra dedicação, sempre existe a possibilidade de efetivação.
4-      CONHECER A EMPRESA: O candidato deve se informar antecipadamente sobre a organização onde está concorrendo à vaga, visitando o site e buscando informações em revistas de negócios e até especializadas no seu segmento.
5-      PERSISTÊNCIA: Estar sempre aberto ao aprendizado, demonstrar senso de responsabilidade e nunca desistir.
6-      INOVAÇÃO: Este perfil é muito apreciado devido ao fato do candidato saber se adaptar às mudanças. É um diferencial.


FONTE: INTERNET