segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Menopausa

  1. PARA VIVER BEM COM A CABEÇA E O CORPO APRENDA A LIDAR COM A MENOPAUSA

“Nada mais é triste ou alegre, tudo é apenas matéria comemorativa, e viver, é apenas ter vivido” Carlos Drummond de Andrade

  1. CLIMATÉRIO OU MENOPAUSA

Climatério: Período de transformação na mulher que começa antes e termina alguns anos após a menopausa.

Menopausa: Ultima menstruação - CAUSA: Perda progressiva da função hormonal dos ovários

  1. OVARIOS E OS HORMONIOS FEMININOS

Os Ovários produzem óvulos e os dos principais hormônios femininos, os estrogênios e a progesterona. Os estrogênios são produzidos durante todo o ciclo e a progesterona, após a ovulação (saída do óvulo do ovário), que ocorre no meio do ciclo. A ovulação permite que o óvulo encontre-se com o espermatozóide e ocorra a fecundação e o inicio da gravidez. Com a perda progressiva da função ovariana, a mulher deixa de ovular, em seguida apresenta ciclos irregulares, ate parar de menstruar, finalizando o seu período reprodutivo.

  1. SINTOMAS OU MUDANCAS?

Nesse período de transição, de mudança, de adaptação aos novos níveis hormonais, podem existir sintomas diferentes em casa pessoa. Ansiedade e a depressão pioram os sintomas da menopausa. Cuide da sua mente e do seu corpo para aumentar a sua auto-estima. “Não é horrível envelhecer, mas sim o que pensamos a respeito” Sylvia Schneider

  • CURTO PRAZO – ondas de calor, suores noturnos, fadiga, dor de cabeça, tontura, irritação, instabilidade emocional, desanimo, insônia e sono entrecortado.
  • MÉDIO PRAZO – pele mais seca, cabelos mais finos e quebradiços, ressecamento da vagina, dor e desconforto nas relações sexuais, aumento da freqüência urinaria, infecções urinarias e vaginais mais freqüentes, dores musculares e articulares.
  • LONGO PRAZO – osteoporose (fragilidade óssea), maior risco de fraturas, doenças cardiovasculares (infartos, derrames, hipertensão arterial) por aumento de colesterol e da (formação de placas de gordura na parede dos vasos).

  1. DIAGNOSTICOS E ACOMPANHAMENTO

O medico avaliara em consulta medica e com exames complementares as reais necessidades individuais: Ultra-sonografia transvaginal, mamografia , densitometria óssea, colpocitologia oncotica e dosagens hormonais.

  1. MENOPAUSA E O PESO CORPORAL

A idade, os hábitos pessoais e a redução da função ovariana provocam na mulher uma mudança no seu metabolismo. Entre os efeitos apresentados observa-se um aumento do peso corporal e um deposito preferencial de gordura na região da cintura.

  1. MENOPAUSA E OS OSSOS

A Prevenção da osteoporose deve começar na infância com cuidados alimentares, entre eles a adequada ingestão de cálcio, não fumar e ter atividade física regular. Os ossos, após atingirem sua densidade máxima, iniciam um processo de perda progressiva de massa óssea, que se agrava após a menopausa, na proporção de 2-3% ao ano.

  1. MENOPAUSA E AS DOENCAS CARDIOVASCULARES
  2. RISCOS PARA O CORACAO DA MULHER
  3. COLESTEROL ALTO- POUCO EXERCICIO FISICO- OBESIDADE
  4. HIPERTENSAO- DIABETES E TABAGISMO
  5. OUTROS CASOS NA FAMILIA (HEREDITARIEDADE)
  6. MENOPAUSA E USO DE HORMONIOS FEMININOS SEM CONTROLE MEDICO.

SALOMON KATZ

CRM 10904

Menopausa - Tratamento não hormonal

Muitas são as drogas utilizadas para tratamento dos sintomas da menopausa:

  • A ciclofenila e os tranqüilizantes são alternativas para os sintomas vasomotores (ondas de calor, etc.)Para o tratamento e a prevenção da osteoporose são indicadas:

Cálcio – importante para reposição da perda, necessita associar-se a vitamina D para melhor absorcao. E outros, como Bifosfonatos, Raloxifeno, Calcitonina e a Teriparatida.

  • O primeiro relato cientifico na historia descrevendo a menopausa é do ano de 1710, quando Titus em Magdeburg (Alemanha) fez a primeira tese relacionando a perda do fluxo menstrual e alguns sintomas nas mulheres. Entretanto, o primeiro livro de orientação e recomendação aos pacientes surgiu na França e foi escrito em 1816 por Gardanne, mèdico ginecologista que também definiu o termo menopausa. Desde esse momento a ciência entende ser este um período de transição na vida da mulher, com diversas manifestações, que são individuais, com sintomas variáveis e vem tentando decifrar os seus componentes, para propor medidas adequadas de controle. Entre elas considera-se de fundamental importância a informação ao paciente, para entender e participar da decisão sobre o seu tratamento.

Fitormônios

  • Os fitormônios são produtos de origem vegetal com propriedades hormonais. São produzidas de estratos, principalmente da soja. A industrialização do produto garante o controle da origem da matéria-prima, da produção e qualidade desses fitomedicamentos. Estes produtos possuem isoflavonas, sendo que as mais importantes são; a genisteína e a daidzeína, que tem estrutura química parecida com a dos estrogênios (hormônios femininos), sendo mais seletivas e menos potentes na ação terapêutica, e mais seguras e com menores riscos ao uso.

Importante lembrar!

  • Mulheres, principalmente nos paises orientais que fazem uso de dietas ricas em soja, tem menos sintomas da menpausa e uma menor probabilidade de cânceres ginecológicos e de faturas por osteoporose.

Qualidade de vida

  • Alimente-se com moderação! Refeições leves e freqüentes. Coma verduras e legumes e frutas em boa qualidade. Cereais integrais. Carne magra, de preferência as carnes brancas, como peixe e frango. Se vermelhas, prefira as menos gordurosas. Dieta rica em cálcio (leite, queijo, requeijão, iogurte, brócolis, couve, espinafre, sardinha, entre outros). Evite o fumo e o álcool; diminua o consumo de sal; modere uso de açúcar refinado e evite tomar muito café.
  • Pare de fumar! Beba com moderação!
  • Mantenha seu peso ideal: não sobrecarregue seu coração.

EXERCÍCIOS FISICOS - Exercite o corpo!

  • A atividade física em geral deve ser incentivada, para auxiliar na manutenção da qualidade de vida. Elas devem ser variadas e podem ser simples, como caminhadas ou subir e descer escadas. Exercícios orientados de alongamento e praticas esportivas adequadas as condições físicas são recomendadas. Se forem regulares, diminuem os riscos de obesidade, das doenças cardiovasculares e da osteoporose, além de causarem melhora importante nas condições físicas e psíquicas das mulheres.
  • “Lembre-se sempre que qualquer quantidade de exercícios físicos é melhor do que nada”

Menopausa e Sexualidade - Orientações

  • Sexo é vida é amor ! Faça sexo com amor! Não há dúvidas que a menopausa pode provocar alterações do humor, deve-se ter cautela, porque muitas queixas podem não ter relação com a menopausa podendo estar ocorrendo por problemas pessoais, conjugais, familiares ou sociais.

  • Com o envelhecimento da população e o aumento da sobrevida, cresce o número de mulheres em idade avançada, podendo viver mais de 1/3 dos anos, depois da menopausa. Necessitando, que sejam adotadas medidas preventivas e terapêuticas que visem melhorar sua saúde física e mental e a qualidade de vida. Está indicada no tratamento de alguns sintomas no climatério e na prevenção da osteoporose, desde que avaliadas os riscos. São mulheres com riscos as que tenham antecedentes pessoais de câncer de mama, história prévia ou familiar de trombose, doença cardiovascular e hipertensão arterial, e as com varizes e cálculos na vesícula biliar.

  • Se indicada a terapia de reposição hormonal (TRH), deve se individualizada, usando-se preferentemente produtos que tenham as menores doses, pelo menor tempo, até que se obtenha a melhoria dos sintomas. Cabendo aos médicos avaliarem e informarem aos pacientes, os seus benefícios e eventuais riscos.

Osteoporose

Osteoporose

O que é osteoporose?

Por que ela se desenvolve?

Como evitá-la?

O que é Osteoporose?

A osteoporose é uma doença caracterizada pela redução da quantidade e da qualidade de osso, o que fragiliza sua estrutura e facilita a ocorrência de fraturas. È de progressão lenda e não há dor ou outros sintomas e sinais que indiquem o inicio da doença. O primeiro sinal é geralmente, a ocorrência de uma fratura óssea ao mínimo trauma. O diagnostico é feito por um exame chamado “densitometria óssea”, e deve ocorrer precocemente para melhor controle da doença. A osteoporose é considerada um grave problema de saúde pública, sendo uma das mais importantes doenças associadas com o envelhecimento.

Por que ela se desenvolve?

Vários fatores colaboram para o surgimento da osteoporose:

  • A inadequada formação dos ossos durante a infância e adolescência.
  • A chegada da menopausa, com a redução dos hormônios femininos.
  • Uso de medicações, como os corticóides, que podem alterar o ritmo de regeneração do osso.
  • Predisposição genética.
  • Etnia branca ou asiática.
  • Historia de osteoporose na família
  • Baixa estatura ou massa muscular pouco desenvolvida
  • Ingestão de pouco cálcio
  • Sedentarismo
  • Pouca exposição ao sol
  • Tabagismo
  • Alcoolismo

Como evitar?

A prática de exercícios físicos é fundamental. Exercícios com baixo impacto são importantes para a saúde em geral; entretanto, os exercícios com impacto, como a musculação, têm maior atuação nos ossos. Verifique com seu médico a possibilidade de realização desses exercícios. Ingerir quantidades adequadas de cálcio durante toda a vida, mas, em especial na pós-menopausa. O leite e seus derivados são fontes ricas em cálcio. A exposição solar diária, durante 15 minutos, no começo da manhã ou após as 16 horas, favorece a formação de vitamina D pelo organismo, fundamental na saúde dos ossos. Muitas vezes pode ser necessária a suplementação de cálcio e vitamina D.

Perguntas e respostas sobre a osteoporose

A osteoporose tem cura?

Não há cura para a osteoporose. Existe, entretanto, tratamento que objetiva reduzir a velocidade da perda óssea.

Quanto tempo demora o tratamento de osteoporose?

O tratamento é prolongado e somente seu médico poderá modificar ou suspender o tratamento da osteoporose.

Devo fazer exames de controle?

Sim, tosa doença crônica exige um acompanhamento médico para observação dos exames e do quadro clínico de tempos em tempos, pois a resposta ao tratamento para a osteoporose é individual e pode necessitar de ajustes ocasionais.

FONTE: MARJAN FARMA

Prevenção Cancer Bucal

Programa de Prevenção e Diagnóstico Precoce de Câncer Bucal.

A informação mais importante na prevenção do câncer bucal: tomando todos os cuidados, ele tem cura.

Câncer de boca.

Em 2008 o Instituto Nacional de Câncer-INCA, estimou que ocorreram 14.160 casos de câncer de boca (10.380 casos entre os homens e 3.780 casos entre as mulheres), com cerca de 3.500 óbitos, sendo que o de maior prevalência é o carcinoma espino-celular. No Estado de São Paulo a estimativa em 2008 era de 4.510 casos de câncer de boca; a maior dentre todos os Estados do Brasil. Segundo estatísticas do Instituto Nacional de Câncer, a incidência de câncer de boca ocupa o quinto ligar entre o sexo masculino e o sétimo entre o sexo feminino. A maioria dos casos é diagnosticada tardiamente. O câncer de boca tem cura, principalmente quando tratado no início.

Qual a causa?

Os principais fatores que podem levar ao aparecimento do câncer de boca são: o vício de fumar e consumir bebidas alcoólicas em excesso. Quando fumo e álcool estão associados, o risco de desenvolver a doença aumenta mais de 100 vezes. No caso de câncer de lábios, a exposição ao sol é o principal fator, seguido do fumo.

Como aparece?

O câncer de boca aparece geralmente como uma úlcera (“ferida”) que no início não dói e não tem tendência à cicatrização. Cresce continuamente. O câncer de boca também pode se apresentar como alterações de cor (manchas brancas, vermelhas e/ou pretas) e aumento de volume (“caroços”,”carnes crescidas”, bolinhas”). “Ferida” na boca que não desaparece em 21 dias deve ser avaliada pelo cirurgião-dentista.

Como é feito o diagnóstico?

A principal forma de se detectar precocemente o câncer bucal é pelo auto-exame da boca. Quando qualquer alteração for encontrada, deve-se procurar o cirurgião-dentista que irá avaliar a necessidade da realização de uma biópsia (remoção de pequeno fragmento para exame microscópico) para confirmação, ou não, do diagnóstico.

Aspectos clínicos do câncer de boca.

  • Pequenas lesões iniciais em assoalho.
  • Úlceras em assoalho e gengiva
  • Câncer de lábio associado à exposição aos raios de sol.
  • Úlcera indolor em borda de língua.

Como é o tratamento?

Após o diagnóstico realizado pelo cirurgião-dentista, o paciente será encaminhado para o tratamento oncológico, que é feito basicamente por meio de cirurgia, associada ou não a radioterapia e quimioterapia.

O câncer de boca tem cura?

Sim. Se diagnosticado no inicio e tratado de maneira adequada, o câncer pode ser curado na maioria dos casos. No Brasil, metade deles é diagnosticada tardiamente. A melhor maneira de reverter essa situação é com a informação e auto-exame de boca.

Como prevenir?

· Deixe de fumar.

· Evite bebidas alcoólicas.

· Proteja-se dos raios do sol (boné, chapéu, protetor solar, etc.)

· Elimine fatores traumáticos na boca (prótese mal adaptada, dentes tortos, cáries, restos dentários).

· Alimente-se de maneira saudável.

· Execute o auto-exame periodicamente.

· Procure o cirurgião-dentista se encontrar qualquer alteração em sua boca.

· Coma bastante frutas e verduras.

Auto-exame da boca

Todas as regiões da boca devem ser examinadas.

Procure um espelho em um local bem iluminado e verifique:

  • Lábios
  • Língua (principalmente as bordas)
  • Assoalho (região embaixo da língua)
  • Gengivas
  • Mucosas jugal (bochecha)
  • Palato (céu da boca)
  • Tonsila ou amígdala

A saúde começa pela boca

Confúcio, sábio chinês do século V a. C., referia-se à boca como “a porta de entrada de quase todas as doenças”. Algumas das doenças sistêmicas têm origem na infecção buço-dentário e outras se manifestam clinicamente na cavidade bucal, antes ou durante a sua sintomatologia . A digestão dos alimentos se inicia na boca com a elaboração do “bolo alimentar” (1ª fase da digestão). Por isso, é importante uma perfeita mastigação para que os nutrientes alimentares sejam mais bem aproveitados pelo organismo e para a digestão seja mais adequada. Por essa razão, a saúde está intimamente relacionada à qualidade nutricional das pessoas. Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, na fala e na estática. Todos esses fatores têm influência direta na auto-estima do indivíduo e no contexto social. Invista em você. Consulte periodicamente um cirurgião-dentista.

Benefícios da boca saudável

  • Sorriso saudável gera bem-estar geral
  • Boa aparência
  • Boa pronuncia
  • Boa mastigação
  • Boa digestão
  • Bom hálito
  • Bom relacionamento social
  • Favorece a vida profissional
  • Qualidade de vida

FONTE: CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO.

Diabétes

O que é diabetes?

O diabetes é uma doença metabólica crônica, geralmente hereditária, caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar no sangue (hiperglicemia). Quando ingerimos um alimento, o organismo o converte em açúcar (glicose) para utilizá-lo como energia, e é a insulina que transporta esse açúcar para o interior das células, evitando que se acumule no sangue. O diabetes se desenvolve quando o organismo deixa de produzir insulina suficiente ou não a utiliza de maneira eficaz. Existem vários tipos de diabetes, porém, os mais comuns são os tipos 1 e 2.

  • Diabetes tipo I (DM1): corresponde a apenas 5% a 10% dos casos, pode afetar pessoas de todas as idades, mais inicia-se geralmente na adolescência, por isso, era conhecido como “diabetes juvenil”. Não há fator hereditário envolvido. A doença, neste caso, ocorre por falha do sistema imunológico que passa a atacar e destruir as células pancreáticas responsáveis pela produção de insulina. Sem insulina, o corpo tem sua fonte de energia afetada. Por isso, pessoas com diabetes tipo i necessitam de tratamento com insulina para sobreviverem, já que o pâncreas deixa de produzi-la.

  • Diabetes tipo 2 (DM2): é o mais freqüente e corresponde de 90% a 95% Dos casos. Está relacionado ao aumento da resistência do organismo à ação da insulina e à produção insuficiente de insulina. Esta resistência leva o pâncreas a aumentar a produção de insulina para tentar manter a glicose em níveis normais, quando isso não é m,ais possível, surge o diabetes. Portanto, pessoas com diabetes tipo 2 produzem insulina natural porém em quantidade inadequada, fazendo com que os níveis de açúcar no sangue permaneçam elevados. Tem inicio gradual, muitas vezes assintomático, passando despercebido pelo paciente. As pessoas que têm maior propensão a desenvolver DM2 são aquelas que possuem familiares diretos (avós, pais, irmãos) com diabetes; que não fazem atividades físicas; obesas; maiores de 45 anos; hipertensas; com alteração do colesterol e/ou triglicérides e mães que deram à luz a criança com 4 Kg ou mais. Entretanto, a incidência de DM2 vem crescendo entre os jovens em decorrência de maus hábitos físicos e alimentares. Estima-se que, no mundo, 194 milhões de adultos tenham DM2 e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), serão 333 milhões em 2025.

Outros tipos de diabetes são mais raros e podem ocorrer por doenças endócrinas, pelo uso de certos medicamentos, ou ainda, durante a gestação.

Diagnóstico

Embora a ausência de sintomas aconteça em 50% dos pacientes com diabetes tipo 2, a doença pode se manifestar por meio de alguns dos sinais abaixo:

  • Sede exagerada;
  • Vontade de urinar diversas vezes e em grande quantidade;
  • Fome em excesso;
  • Cansaço inexplicável e desânimo;
  • Perda de peso, mesmo sentindo mais fome e comendo mais que o habitual;
  • Piora de visão ou visão embaçada;
  • Coceira vaginal e infecções urinárias freqüentes;
  • Dificuldade de cicatrização de feridas, infecções na pele ou mucosas;
  • Formigamentos, dormências e dores nas mãos, pernas e pés;
  • Dificuldade de ereção.

Nos casos assintomáticos o diagnóstico pode demorar a ocorrer, agravando a doença. Por isso, o exame realizado por meio da coleta de sangue é fundamental.

Controle

O diabetes não tem cura, mais deve ser controlado com alguns cuidados. Os pacientes devem comparecer às consultas regularmente, a cada 3 ou 4 meses ou conforme determinado pelo seu médico, realizar exames periodicamente e seguir o tratamento medicamentosos conforme orientação médica. Esse acompanhamento, juntamente com hábitos saudáveis, garante a qualidade de vida dos pacientes.

Tratamento

O tratamento do diabetes esta baseado no tripé: Alimentação, Atividade Física e Meditação.

Alimentação

A pessoa com diabetes precisa estar atento a alimentação. Os pacientes do tipo I devem acompanhar a relação alimento-insulina, para manter os níveis de açúcar do sangue regulados. Já para as pessoas com diabetes tipo 2, o controle de peso é fundamental. Os pacientes devem escolher alimentos saudáveis, não exagerar nas quantidades e fazer todas as refeições recomendadas pelo médico ou nutricionista. Evitar doces, gorduras, pães, massas e bebida alcoólicas também é importante. Esteja atento aos rótulos dos produtos e, caso haja dúvida, converse com um profissional habilitado.

Dicas

  • Estabeleça horários para cinco ou seis refeições diárias;
  • Aumente o consumo variado de frutas, legumes e verduras;
  • Prefira alimentos ricos em fibras, como verduras, frutas, legumes, grãos (soja e feijões) e cereais integrais;
  • Evite o consumo de alimentos ricos em açúcar;
  • Reduza o consumo de alimentos gordurosos e de sal;
  • Evite o consumo de álcool e refrigerantes;
  • Coma devagar.

Atividade Física

Fazer exercícios regularmente é importante, principalmente para as pessoas com diabetes do tipo 2, pois eles ajudam o organismo a aproveitar melhor a insulina. Os exercícios também queimam calorias e gorduras, facilitando o controle de peso, ajudam na prevenção de doenças cardiovasculares e no controle da glicemia, alem de reduzirem a tensão e o estresse. As atividades mais recomendadas às pessoas com diabetes são os esportes aeróbicos com intensidade moderada, como natação, ciclismo e caminhada. O ideal é que esses exercícios sejam realizados três ou mais vezes por semana, com duração mínima de 40 a 60 minutos. Antes de iniciar qualquer atividade física, é fundamental consultar um médico e fazer uma avaliação completa.

Dicas

  • Escolha uma atividade, apropriada a sua necessidade e que não entre em conflito com as complicações do diabetes;
  • A intensidade do exercício deve ser aumentada gradativamente;
  • Tenha sempre um plano de exercício a fazer. Procure fazê-los sempre no mesmo horário todos os dias;
  • Se possível, faça a medição da glicose do sangue antes e depois das atividades. Tenha em mãos alimentos que contenham açúcar, para ingeri-los no caso de queda dos níveis de açúcar (hipoglicemia) durante ou após os exercícios;
  • Beba água evitando a desidratação;
  • Esteja acompanhado ou possua um cartão que identifique como pessoa com diabetes, contendo as medicações que você utiliza seu telefone e o telefone do seu médico.

Medicação

As pessoas com diabetes tipo 1 sempre necessitarão de insulina para seu tratamento. Já as pessoas com diabetes tipo 2, devem adotar mudanças no estilo de vida (dieta e atividade fisic) e, quando essas alterações não forem mais suficientes para controlar a glicemia, é indicado o uso de medicamentos. O médico pode indicar uma ou mais medicações, associadas ou não à insulina. Atualmente, existem diversas opções terapêuticas para o tratamento do diabetes tipo 2 e o médico é o profissional capacitado para indicar a melhor opção a cada paciente. Após a prescrição médica, é importante que o paciente siga as recomendações quanto tomadas diária do medicamento. Muitas vezes, as pessoas com diabetes controlam os níveis glicêmicos e julgam-se curados, parando de tomar a medicação por conta própria. Entretanto, uma vez que o diabetes não tem cura, não basta apenas controlar os níveis glicêmicos, é preciso mantê-los controlados, SEMPRE. Por isso, o paciente nunca deve abandonar seu tratamento sem orientação médica. O sucesso contínuo do tratamento do diabetes tipo 2 depende do compromisso e da perseverança do paciente no controle alimentar, no plano de atividades físicas e no uso diário da medicação prescrita, ou seja, no cumprimento de todas as recomendações médicas.

Complicações do diabetes não controlado

A importância do diabetes é muitas vezes ignorada, mas se não diagnosticada precocemente ou não controlada adequadamente, a doença pode causar graves complicações. Entre elas, estão: a insuficiência renal, que obriga o paciente submeter-se a diálises freqüentes; a retinopatia diabética do diagnostico, muitas vezes, leva a cegueira; a neuropatia diabética do diagnostico, muitas vezes, leva a cegueira; a neuropatia diabética, que causa distúrbios na sensibilidade cutânea (formigamento, dor ou perda de sensibilidade) e as alterações do sistema nervosos autônomo, levando a distúrbio urinários gástricos, circulatórios, impotência sexual, entre outros. Além disso, as pessoas com diabetes podem apresentar alterações vasculares, que levam a maior propensão para infarto, derrame, angina e obstrução das artérias. Por isso, se você é uma pessoa com diabetes, esteja em contato com seu médico e siga suas recomendações. Se você é cuidador ou familiar de um paciente com diabetes, procure ajudá-lo a seguir as mudanças no estilo de vida e o tratamento recomendados. Todas essas complicações podem ser prevenidas ou postergadas com diagnóstico precoce e o tratamento adequado.

Dicas:

  • Faça exercícios físicos regularmente;
  • Respeite sua dieta: evite doces, frituras e excesso de pães e massas;
  • Tome remédios conforme prescrição medica e não deixe de tomá-los sem antes consultar seu medico.
  • Retorne à consulta médica e monitore seu tratamento;
  • Caso o médico recomende, aprenda a medir sua glicemia em casa. Peça a ele que indique a aparelhagem necessária e o ensine a usá-la;
  • Deixe de fumar e evite álcool;
  • Mantenha seu peso o mais próximo do ideal;
  • Evite tensão e aprenda a relaxar.

FONTE: NOVARTIS

ANAD – ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA AO DIABÉTICO.

Budista Dalai Lama

Segundo o budista tibetano Dalai Lama,

Só existem dois dias do ano

Em que nada pode ser feito:

Um se chama ontem e o outro, amanhã.

O dia de hoje é, portanto,

O dia mais importante que possuímos.

Ele deve merecer nossa total prioridade,

Mesmo que esteja espremido

Entre o ontem e o amanhã.

Somente hoje podemos ser felizes.

Somente hoje podemos amar,

Perdoar, acreditar e viver.

O amanhã ainda não chegou e já é muito

Tarde para sermos felizes ontem.

A grande maioria das dores é fruto dos

Restos de ontem ou dos medos do amanhã.

Vamos viver o dia de hoje com sabedoria;

Decidindo como alimentar nossos minutos,

Nosso trabalho e nosso descanso.

Vamos fazer tudo o que for possível para

Que o da de hoje seja especial,

Já que foi nos dado tão generosamente.

Vamos respeitar o dia de hoje

E todos os dias do próximo ano,

Um de cada vez, de tal forma que,

Quando formos dormir, possamos dizer:

Hoje eu fui capaz de perdoar,

De amar e de viver!

Provérbio interessante

“Não dias tudo o que sabes,

Não faças tudo o que podes,

Não acredites em tudo o que ouves,

Não gaste tudo o que tens.

Porque:

Quem diz tudo o que sabe,

Quem faz tudo o que pode,

Quem acredita em tudo o que ouve,

Quem gasta tudo o que tem,

Muitas vezes:

Diz o que não convém,

Faz o que não deve,

Julga o que não vê,

Gasta o que não pode.

(Provérbio Árabe)

Pensamentos...

  • “O maior edifício do mundo se mantém de pé porque os pequeninos grãos de areia estão unidos entre si...” (Alberto)

  • “Muitos recebem conselhos, só os sábios os aproveitam...” (Alberto)

  • “Se conduzir um cavalo, seja atento e rígido. Se conduzir um homem seja brando e delicado...” (Richard’s)

  • “Todas as coisas são difíceis antes de se tornarem fáceis.” (John Norley)

  • “Uma grande idéia nasce do contato com outras idéias menores” (H. L. Pessoa)

  • “Somente aqueles que ousam falhar grandemente podem vencer gloriosamente” (Alberto)

  • “Não há ventos favoráveis para quem não sabe para onde vai” (Alberto)

  • “Algumas pessoas só sonham com grandes objetivos, enquanto outras permanecem acordadas e nos alcançam.” (Alberto)

  • “O homem nunca sabe do que é capaz, ate que é obrigado a tentar.” (Charles Dickens)

  • “Uma vontade sempre encontra uma maneira de fazer” (Orison Marden)

  • “O ingrediente mais importante da formula do sucesso é saber lidar com as pessoas” (Theodore Roosevelt)

  • “Sempre que te perguntarem se podes fazer um trabalho, responda que sim e põe-te em seguida a aprender como se faz” (Franklin Rossevelt)

  • “Prazos largos são fáceis de subscrever. A imaginação os faz infinitos” (Machado de Assis)

  • “O primeiro passo para promover uma mudança é libertar-se da imagem que você transmite aos outros” (Roberto Shinyashiki)

  • “Não julgue um homem pelo que falam dele” (Gurdjieff)

  • “O sucesso resulta de cem pequenas coisas feitas de forma um pouco melhor. O insucesso, de cem pequenas coisas feitas de forma um pouco pior” (Henry Kissinger)

  • “O pessimista é uma pessoa que, podendo escolher entre dois males, prefere ambos” (Oscar Wilde)

  • “Que haja transformação, e que comece comigo” (Marilyn Ferguson)

  • “O homem que a dor não educou será sempre uma criança” (N. Tommaseo)

  • “O mal de quase todos nós é que preferimos ser arruinados pelo elogio a ser salvos pela crítica” (Norman Vicent)
  • “Não possuir algumas das coisas que desejamos é parte indispensável da felicidade” (Bertrand Russel)

  • “A força não provém da capacidade física, e sim de uma vontade indomável” (Mahatma Gandhi)

  • “Uma comissão consiste de uma reunião de pessoas importantes que, sozinhas, não podem fazer nada, mas que juntas decidem que nada pode ser feito” (Fred Allen)

  • “Pinto os cabelos de preto para os encontros amorosos e de branco para as reuniões de negócios” (Aristóteles Onassis)

  • “Alcançou o sucesso aquele que viveu bem, riu com freqüência e amou muito”(Bessie Stanley)

  • “Perigo e prazer dão no mesmo galho” (Provérbio escocês)

  • “Arrisque! Arrisque qualquer coisa! Não ligue mais para a opinião dos outros, para aquelas vozes. Faça o que há de mais difícil no mundo por você. Aja por si mesmo. Encare a verdade” (Katherine Mansfield)

  • “Um corta a lenha; o outro se encarrega de resmungar” (Provérbio iídiche)

  • “As pessoas parecem não entender que a opinião que expressam sobre o mundo é também uma confissão do seu caráter” (Ralph Waldo Emerson)

Reflexões para 2010

1º - Dormir bem e espreguiçar – se ao acordar.

2º - Comer devagar.

3º - Conservar o peso (não engordar nem emagrecer).

4º - Não se prender muito a TV.

5º - Praticar exercícios físicos ou caminhadas.

6º - Comer mais vegetais e menos carnes vermelhas, mais pão integral ou de centeio (menos pão branco).

7º - Tratar de evacuar diariamente.

8º - Ter um hobby.

9º - Tirar férias pelo menos uma vez ao ano.

10º - Interessar-se: leitura, arte, cinema, esporte ou política.

11º - Ter uma vida social.

12º - Ser correto, honesto, sincero, franco e leal.

13º - Trabalhar: ter uma responsabilidade diária.

14º - Ter uma reserva de dinheiro.

15º - Ser moderado nas bebidas alcoólicas e nos medicamentos.

16º - Não cultivar sentimentos negativos: frustração, ódio, ciúmes, inveja, ira, magoa, ressentimento, arrependimento.

17º - Ser caridoso: praticar beneficência.

18º - Ser otimista, sorridente, amável, paciente, tolerante.

19º - Evitar o uso do telefone sem necessidade.

20º - Ficar distante de pessoas pessimistas.

21º - Fazer exames periódicos.

22º - “quem enxuga a lagrima alheia não tem tempo para chorar”. Procure dedicar-se a alguma causa social.

_______________

Dr. Salomon Katz

4438-9433