quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Ciência /Saúde

ESTUDO REVELA MECANISMO QUE FAZ CÂNCER SE ESPALHAR

‘Minicélulas’ carregam substâncias que estimulam novos tumores no corpo

Uma equipe internacional de pesquisadores, incluindo brasileiros do Hospital A.C.Camargo (SP), pode ter dado um passo importante para bloquear o insidioso processo por meio do qual o câncer se espalha pelo organismo.
Eles mostraram que uma espécie de bolha microscópica, que lembra uma “minicélula”, é capaz de carregar as sementes de um novo tumor para partes distantes do corpo, preparando essas áreas para recebera doença.
Se for possível bloquear a ação dessas “bolhas”, os médicos teriam em mãos uma defesa importante contra a metástase, como é conhecido o espalhamento do câncer pelo organismo do doente.
A quantidade e o conteúdo das “minicélulas” também poderiam trazer pistas importantes sobre a gravidade de determinado câncer e sobre a resistência do tumor a medicamentos.
A equipe de cientistas, coordenada por David Lyden, da Faculdade Médica Weill Cornell, em Nova York, identificou sinais intrigantes do papel das “bolhas” – conhecidas tecnicamente como exassomos – num câncer que costuma afetar a pele, o melanoma.
Os termos gregos que formam a palavra “exossomo” podem ser traduzidos como “um corpo que sai” da célula, como uma espécie de mensageiro, de acordo com o que pesquisas recentes mostram.
Os exossomos se formam no interior das células e apresentam uma membrana composta por uma camada dupla de gordura – exatamente como a membrana das células “verdadeira”.
Em seu interior, podem carregar vários tipos de molécula, inclusive material genético. Atravessam com facilidade a membrana das células e levam essa carga para outras células.
O problema é que essa sinalização pode ser facilmente usada para o mal. Em pessoas com melanoma, por exemplo, os exossomos produzidos carregam uma quantidade maior de proteínas ligadas ao câncer quando o tumor da pessoa é mais grave.
Quando injetadas em camundongos junto com células tumorais, as “minicélulas” facilitaram a formação de tumores, carregando substâncias que ajudam a recrutar células formadoras de vasos sanguíneos.
É que os cientistas apelidam de “criação de nicho” para o tumor: um local cheio de nutrientes trazidos pelos vasos para que o vilão possa crescer. E os vasos também ficam mais permeáveis – o que facilitaria a penetração das células tumorais. O desafio agora, é aprender a bloquear o processo.

FONTE JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO
JULHO DE 2012

Quando dá branco

NÃO IMPORTA A IDADE: PARA QUEM CONVIVE COM ESTRESSE, EXCESSO DE INFORMAÇÃO E ESCASSEZ DE HORAS BEM DORMIDAS, SÃO COMUNS AS FALHAS DE MEMÓRIA; APROVEITE PARA TESTAR A SUA.

A memória é uma função cognitiva dependente dos processos de atenção. Qualquer coisa que interfira na concentração pode prejudicá-la.
A falta de sono é uma das principais inimigas da boa memória.
O problema e que muitas pessoas têm cada vez menos episódios de sono REM.
(As lembranças são consolidadas quando dormimos, principalmente no terço final da noite, no sono REM (em que acontecem os sonhos).
Os apagões são preocupantes quando são freqüentes e interferem no cotidiano.
È mais útil você tentar lembrar o que fez durante o dia, antes de dormir, do que jogar um jogo da memória.
Passar a usar lembretes e agenda já ajuda. Todo mundo precisa de lembrete, é um recurso saudável e fácil.
Se associarmos vários sentidos, fica mais fácil de lembrar.
Jogos e exercícios de treinamento ajudam.
Faça uma lista do que você precisa fazer no dia, organize a gaveta e a mesa de acordo com o uso dos objetos e guarde coisas que somem (óculos, chave) no mesmo lugar.

TIPOS DE MEMÓRIA
LEMBRANÇAS SÃO PROCESSADAS DE DIFERENTES MANEIRAS.

ULTRARRÁPIDA

Chamada de sensorial é acionada no primeiro contato com um fato e some depois de segundos.
Exemplo, nota musical.

DE TRABALHO

È a memória operacional, que serve para emprego rápido e raciocínio.
Exemplo: quando é preciso guardar um telefone.

DE LONGA DURAÇÃO

Pode durar dias ou anos.
Envolve o lobo temporal.
Entra aí a lembrança da formatura ou de uma matéria da escola.

PROSPECTIVA

È o lembrar de se lembrar do aniversário de casamento, do recado que precisa dar ao chefe.
Usada para o planejamento.

VISUAL

É a ‘memória fotográfica’, capacidade de gravar uma imagem.
Muitas vezes precisa de um contexto para ser recuperada.

OLFATIVA

Relacionada ao córtex frontal. É comum que seja associada com outras lembranças e épocas. Pode ativar outras memórias.

IMPLÍCITA

Memória de hábitos e regras, como andar de bicicleta. Não é uma memória que pode ser descrita.

FONTE: JORNAL EQUILÍBRIO
              FOLA DE SÃO PAULO.

Dica de inverno da nutricionista

1 – manter o corpo sempre hidratado, pois ele gasta mais calorias para se aquecer. Alguns alimentos já são ricos em água e isso muitas vezes equilibra a quantidade que você consome.

2 – dieta equilibrada, variada e colorida: frutas, vegetais folhosos, cereais, leguminosas, carnes magras, ovos, peixes, soja e leite com pouca gordura.

3- alimentos ricos em flavonóides: são os pigmentos que dão coloração verde escura à couve e coloração violeta à casca de uva. São importantes antioxidantes que evitam o desgaste descontrolado das células humanas.

4- alimentos pro bióticos: encontrados em iogurtes e leites fermentados, ajudam a absorver os valores terapêuticos dos demais alimentos.

5- alimentos pré bióticos (fibras): presentes na aveia e no pão integral facilitam o trânsito intestinal, deixando o organismo mais forte e preparado para lidar contra invasores.

6- caso a tão indesejada gripe já tenha se instalado, o melhor a fazer é amenizar os sintomas com uma boa canja de galinha ou uma sopa. Elas ajudam na sua recuperação e ainda auxiliam a desobstrução dos pulmões. Outra opção eficaz contra alguns vírus é o alho e para preparar chás, temos a salsa, o eucalipto, o guaco, o gengibre e a malva.

FONTE DE MATÉRIA: PONTO DE ENCONTRO
                                        DROGARIA  SÃO PAULO

Pensamento

SE CHORAR

SE POR ACASO EU CHORAR
E VOCÊ ME VIR CHORANDO
PODES ACREDITAR
NÃO É NADA SUFOCANDO
É SAUDADE CONTIDA
DAS NOITES VIVIDAS
DE ENCONTROS E DESENCONTROS
DOS ABRAÇOS APERTADOS
NAMORADOS DANÇANDO
COM ROSTO COLADINHO
NO OUVIDO COCHICHANDO
PEDINDO UM BEIJINHO
O CORAÇÃO DISPARANDO
COM SUSPIRO CONSENTINDO
O NAMORO CONFIRMANDO...
SE POR ACASO EU CHORAR
E VOCÊ ME VIR CHORANDO
ABANCA-TE DO MEU LADO
É O AMOR NOS TOCANDO

SK

Pele

INGREDIENTES INUSITADOS

As novidades em dermo cosméticos feitos com café e vinho chegam para oferecer mais beleza à pele e aos cabelos.

NUTRIÇÃO DE DENTRO PARA FORA

Com o tempo frio, é uma delícia nos deixarmos levar por sopas, fondues e guloseimas em geral.
O que não é muito agradável é notar uns quilinhos a mais na balança, ao final da temporada de inverno.
Daí a importância de se manter uma rotina de alimentação saudável, investindo em alimentos ricos em nutrientes como é o caso de legumes, verduras, peixes e produtos integrais.
A dieta não é apenas para manter em boa forma, mas para garantir rosto, cabelos e corpo de princesa.
Uma dica que dou para quem sofre de pele seca é a suplementação oral de óleo de peixe, 2 a 3 gramas por dia.
Além disso, segundo uma pesquisa americana, quem ingere 5 xícaras de café ao dia tem menor risco de câncer de pele.

FONTE: PONTO DE ENCONTRO
DROGARIA SÃO PAULO

Emagreça comendo

NÃO É MILAGRE!

Apesar de saudáveis, alguns alimentos são calóricos e devem ser ingeridos em pouca quantidade.
É o caso do chocolate e do óleo de coco.
O nutrólogo aponta para pesquisas feitas com a gordura do coco que promove o emagrecimento porque carrega um tipo conhecido como triglicerídeo de cadeia média, que induz a produção de energia na célula de forma acelerada sem a necessidade de enzimas.
Ele retarda o tempo de esvaziamento gástrico, proporcionando maior sensação de saciedade. Dessa maneira, teoricamente, a quantidade de comida no prato tende a ser menor.
Porém, alguns especialistas dizem que são poucos os benefícios vindos da utilização do óleo e que ele pode até contribuir para o aumento de peso, caso a ingestão de calorias seja maior do que o gasto.
Uma colher de sopa possui 110 calorias e a recomendação, segundo as pesquisas, é de duas medidas de sopa ao dia, portanto, deve ser aliado a uma alimentação equilibrada e a pratica regular de atividade física.
O mesmo se aplica a todos os outros alimentos mencionados.

FONTE: PONTO DE ENCONTRO
               DROGARIA SÃO PAULO

Por que as mulheres são mais frágeis

De uns anos para cá, cientistas perceberam que as diferenças entre homens e mulheres vão além de mamas, gogó e claro, zona abaixo do equador.
As descendentes de Eva são, em certas situações, frágeis, extremamente frágeis.
Alguns hormônios como a prolactina afetam o sistema imunológico feminino, deixando-o mais vulnerável a doenças.
Leia Algumas:

DEPRESSÃO

Elas são mais suscetíveis a sucumbir à tristeza sem fim.
Hipóteses variadas explicariam essa tendência.
“O estrogênio é um hormônio que tem ação antidepressiva”, enumera o psiquiatra Joel Rennó Jr., do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo.
“Em algumas mulheres, a queda abrupta de seus níveis pode torná-las mais propensas a ter depressão”.
Os dias que antecedem a menstruação, o pós-parto e a transição para a menopausa são os períodos críticos de oscilação hormonal.

DERRAME

Há uma maior ocorrência de acidente vascular cerebral do tipo hemorrágico em mulheres na faixa de 25 a 35 anos.
Nesse caso, um vaso na massa cinzenta se rompe. “A enxaqueca seria um fator de predisposição”, diz o neurologista Jefferson Gomes Fernandes, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.
Quando os níveis de estrogênio, um protetor natural, despencam após os 45 e, se a pressão e o colesterol estiverem nas alturas, as cinquentinhas se  igualam a eles no quesito AVC isquêmico, o derrame mais prevalente, que eclode devido a obstruções arteriais.

TIREOIDE

Ela é a famosa glândula em forma de borboleta que fica na base do pescoço. Responsável por controlar o metabolismo do corpo, regula peso, temperatura e crescimento muscular, só para citar alguns fatores.
“A doença tireoidiana mais comum entre as mulheres acima dos 30 anos é o hipotireoidismo”, explica o endocrinologista Alexandre Holh, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.
“Elas tem uma predisposição genética à queda da produção hormonal na glândula”, completa.
Entre os sintomas estão constipação, cansaço e ganho de peso. Outro elemento que influencia o funcionamento da tireoide é o consumo de iodo.
Tanto o excesso quanto a carência são maléficos. Além do sal de cozinha – bastam 4 gramas por dia – peixes e frutos do mar fornecem o mineral.

CORAÇÃO

O peito delas sofre – e muito – com infartos. “Ainda não sabemos o motivo, mas, apesar de ser mais freqüente em homens, o problema apresenta maior gravidade nas mulheres”, lamenta o cardiologista Otávio Gebara, diretor clínico do Hospital Santa Paula, em São Paulo.
Talvez isso se deva ao fato de que 30% das vítimas desse mal cardíaco experienciam sintomas atípicos – como dor nas costas ou no estômago, que chega a, que chega a ser confundida com gastrite – e, por isso, não reconhecem o perigo logo de cara.

DOENÇAS AUTOIMUNES

Existem mais de 100 doenças causadas pelas próprias células de defesa do corpo. O sistema imunológico passa a encarar os tecidos do organismo como intrusos e os atacam sem piedade. “As variações hormonais influenciam diretamente no aparecimento desses distúrbios”, esclarece o reumatologista Fernando Neubarth, do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Entre todos os tipos, o que mais atinge as mulheres é o lúpus eritematoso sistêmico (LES), doença que acomete pele, articulações e, em casos mais graves, órgãos vitais, como rins e coração.
“A instabilidade emocional, o estresse crônico e a exposição exagerada ao sol também estimulam o aparecimento de lesões pelo corpo”, alerta o especialista.

TRATAMENTOS E MEDICAÇÕES DEVEM SER ESPECIAIS PARA ELAS?

Em alguns casos, sim.
Uma quantidade mínima de miligramas a mais ou a menos de hormônios no corpo já pode fazer uma baita diferença na saúde – ou na falta dela.
Existem remédios que às vezes desregulam a produção hormonal nas mulheres, e por isso o uso de qualquer medicamento que, por um motivo ou por outro, altere esses níveis deve ser estudado com cuidado.
Daí a importância de sempre conversar com o médico. Agora, tratamentos físicos, como fisioterapia, podem ser aplicados em homens e mulheres sem medo, mas tendo sempre em mente que o importante é respeitar a resistência de cada um.

FONTE: REVISTA SAÚDE É VITAL





Fique atento ao seu plano de saúde e à operadora responsável

O consumidor brasileiro pode celebrar: a Agência Nacional de Saúde Complementar suspendeu a venda de 268 planos de saúde de 37 operadoras.
Motivo: alto índice de reclamações dos usuários de planos que tiveram seus direitos desrespeitados.
Diversas operadoras venderam mais do que sua capacidade de atendimento permite e, dessa forma, não conseguem cumprir os prazos máximos estabelecidos para atendimento de consultas, exames e cirurgias.
Com essa medida, a ANS visa proteger o cidadão que contrata uma alternativa privada de assistência médica e descobre, quando mais precisa, que paga por um serviço que não está disponível.

ANTES DE COMPRAR

Pesquise e se assegure de que seu plano e a sua operadora não faz parte da lista publicada no sítio eletrônico da ANS.
Investigue e conheça o desempenho das operadoras acessando www.ans.org.br em “Informações e avaliações de operadoras”.
-Em “Consulta de Dados”, você pode verificar se a operadora está em registro ativo na ANS e obter dados para contato direto.
-Em “Programa de Qualificação de Operadoras”, você pode conferir o desempenho de uma operadora ou acessar um arquivo com o desempenho de todas elas.
- Em “Índice de Reclamações”, conheça a posição de uma operadora no ranking das empresas de planos de saúde que mais receberam reclamações de seus consumidores.

PRAZOS MÁXIMOS

Se você possui um plano que está inserido na lista e já paga por isso, redobre sua atenção. A expectativa é de que os atuais clientes sejam atendidos nos prazos máximos estabelecidos, que são os seguintes:

Consulta básica de pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia: em até sete dias úteis.

Consulta nas demais especialidades médicas: em até 14 dias úteis.

Exames laboratoriais de análises clínicas em regime ambulatorial: em até três dias úteis.

Internação: em até 21 dias úteis.

Urgência ou emergência, determinada pelo médico assistente: atendimento imediato.

As operadoras farão o possível para adequar o prazo de atendimento, visando recuperar o direito de comercializar seus produtos daqui a três meses, quando a ANS fará uma nova avaliação.

Assuma a posição de consumidor consciente e denuncie qualquer fato que possa representar uma quebra de contrato.

SEUS DIREITOS

Todos os seus direitos estão detalhados no contrato. Saiba que os médicos, os hospitais, os laboratórios e as clínicas não são obrigados a obedecer aos prazos para atendimento estabelecidos pela ANS.
Quem deve respeitar esses prazos é a operadora de planos de saúde.
Esses prazos valem para atendimento por um dos profissionais ou estabelecimentos da rede conveniada ao plano, na especialidade necessária, e não para atendimento por profissional ou estabelecimento específico de sua preferência ou escolha.

SUA OBRIGAÇÃO

Conhecer exatamente o serviço pelo qual você paga.
Para isso leia e releia atentamente o contrato celebrado com a operadora.
Pagar pontualmente as mensalidades devidas para fazer jus ao atendimento a que você tem direito.
Conhecer e cumprir as carências previstas para começar a usar os serviços.

DENUNCIE

Se você não conseguir agendar o atendimento com profissionais ou estabelecimentos de saúde credenciados pelo plano dentro do prazo máximo previsto, entre em contato com a operadora.

Solicite e anote o número de protocolo, que será o comprovante da solicitação feita.
Se a operadora não oferecer solução para o caso e com o número do protocolo em mãos, faça a denúncia à ANS por meio de um dos canais de atendimento: Disque ANS (0800 701 9656), Central de Relacionamento no sítio eletrônico da agência (www.ans.gov.br) ou ainda, presencialmente, em um dos12 núcleos da ANS nas principais capitais brasileiras.

MUDE

Saiba que é possível trocar de plano de saúde, por alguma insatisfação ou inadequação do contrato atual, sem cumprir carência no novo.

- Portabilidade: permite trocar de plano de saúde contratado após 01/01/99 ou adaptado à lei nº 9.656/98.

-Portabilidade especial: assegura os direitos de pessoas que estão saindo de um plano de ex-empregados; nos casos de encerramento de atividades da operadora; e no caso de falecimento do titular do plano.

-Migração de contrato: prevê a situação de trocar um plano de saúde contratado até 01/01/99 por um plano com direitos garantidos pela ANS.

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO
               POR MÁRCIA DESSEN

Orientação médica

GOTA

Por Dr. José Cianci Filho

A gota é um distúrbio caracterizado por crises repentinas e repetitivas de uma dor articular muito intensa, causada por depósitos de cristais de ácido úrico nas articulações, devido ao seu aumento no sangue. A hiperuricemia é o aumento do nível de ácido úrico no sangue, mas sem haver acúmulo nas articulações.
Em condições normais, existe uma determinada quantidade de ácido úrico no sangue. Seu nível aumenta de forma anormal quando os rins não conseguem eliminar uma quantidade suficiente na urina ou quando o organismo o produz em excesso.
A gota pode ser desencadeada pelo consumo exagerado de bebidas alcoólicas, pela ingestão de alimentos ricos em proteínas, pela fadiga, pelo emocional ou por uma doença.
De maneira geral, as pessoas apresentam uma dor intensa e repentina em umas ou mais articulações, frequentemente à noite. A articulação aumenta de volume, provoca intensa dor e a pele sobre a mesma torna-se avermelhada, tensa, brilhante e com a temperatura aumentada.
Essa doença afeta com maior freqüência a articulação da base do “dedão do pé. No entanto, ela também afeta o dorso dos pés, os tornozelos, os joelhos, os punhos e os cotovelos. Ela raramente afeta a coluna vertebral, os quadris ou os ombros. Cerca de 20% dos indivíduos com gota apresentam cálculos renais (“pedras nos rins”).
O diagnóstico é feito baseado nos sintomas, no exame da articulação afetada e na dosagem do nível de ácido úrico no sangue (que se encontra elevado). Durante uma crise aguda de gota o nível de ácido úrico no sangue pode se encontrar normal.
No tratamento da gota, o primeiro passo é o alívio da dor através do controle da inflamação da articulação. Para tanto são utilizados antiinflamatórios orais. Para a redução da dor, pode-se, também, imobilizar a articulação inflamada.
Para a prevenção da crise de gota algumas medidas devem ser adotadas. Por exemplo, deve-se estimular o consumo de grande quantidade de líquido, evitar a ingestão de bebidas alcoólicas e evitar alimenta-se com alimentos ricos em proteínas.
Muitas pessoas com gota apresentam excesso de peso e, quando emagrecem, o nível de ácido úrico no sangue, geralmente, volta ao normal ou a um nível próximo da normalidade.

FONTE: REVISTA DROGASIL /AGOSTO DE 2012

Hábitos

A CIÊNCIA DESCOBRIU COMO REPROGRAMAR SUA ROTINA.
APRENDA A SUBSTITUIR UM HÁBITO RUIM POR UM BOM.

A FÓRMULA DO HÁBITO

Para reverter um mau costume, primeiro é preciso entendê-lo. Pesquisadores do Departamento de Ciências do Cérebro e Cognitiva do MIT descobriram que o hábito é um ciclo composto de 3 etapas.
Primeiro surgem os gatilhos que acionam determinado comportamento; depois, uma rotina se instaura; em seguida, vem a recompensa que motivou a busca.
Hábitos são uma estratégia da natureza para nos poupar.
Eles funcionam como um atalho do cérebro para executar algumas ações de forma automática, sem pensar.
O problema é que, ao mesmo tempo em que nosso cérebro segue a lei do mínimo esforço, ele busca prazer a todo custo.
A solução é entrar no jogo e seguir o ciclo do hábito, mas a nosso favor.
Já que nossa cabeça não está interessada em saber a origem do prazer que move o hábito, ela pode ser treinada para automatizar apenas os bons. Aí sim começa a verdadeira mudança.

O X DA QUESTÃO

Um estudo ainda em curso financiado pelo governo dos EUA vem mostrando que não importa o tipo de hábito que você quer abandonar: excesso de café, atrasos na aula ou perda de tempo na Internet. Todos podem ser substituídos por outros melhores, desde que você concentre esforços em apenas um deles.

VONTADE 2

Hábitos só se formam com a repetição. São caminhos gravados em nossos neurônios e não adianta querer eliminá-los, pois eles irão voltar. A não ser que você grave novos (e, de preferência, bons) hábitos por cima.
Afinal, nosso cérebro prefere essas ações automáticas a pensar.
Então, aproveite-se dessa preguiça da sua cabeça.
Com uma dose de disciplina e persistência, você poderá reprogramá-la.
Basta identificar os comportamentos que o incomodam e entender o que os dispara. Logo ficará mais simples substituí-los por coisas que só façam bem.
Pense no que você quer mudar e seja positivo.
Quando a coisa parecer difícil demais, lembre-se: a vantagem é que só precisamos fazer o esforço uma vez par automatizar o bom comportamento para toda a vida.

FONTE: REVISTA GALILEU


quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Como agem os métodos hormonais

Estrogênio

Quando ele cai na corrente sanguínea, o cérebro entende que deve suspender a produção do hormônio FSH, que estimula a maturação dos folículos – as pequenas bolsas que envolvem os óvulos. O estrogênio é o responsável pela regulação do ciclo menstrual.

Progestagênio

É quem de fato impede a ovulação, porque breca a secreção do hormônio que rompe o folículo, o LH. Também aumenta a quantidade de muco no colo do útero e deixa a parede interna bem fininha, atrapalhando a passagem dos espermatozóides e dificultando a fixação do óvulo se, apesar de todos os obstáculos, ele for fecundado.

INJETÁVEL

Uma versão mensal leva estrogênio e progestagênio. Já a trimestral só tem progesterona sintética.
Essa última pode causar irregularidade do ciclo e inchaço. Ambas são injeções intramusculares que podem ser aplicadas no braço ou nas nádegas.

ADESIVO

Deve ser colado na pele semanalmente durante 21 dias, perto do abdômen, coxa, nádegas ou costas.
As doses de estrogênio e progestagênio são liberadas gradativamente É fácil de usar, mas algumas mulheres se incomodam com a idéia de exibi-lo e com a possibilidade de se desprender.

ANEL VAGINAL

Combina os dois tipos de hormônio. Deve ser inserido na vagina pela própria mulher, por isso exige autoconhecimento sobre o corpo. São 21 dias de uso e uma semana de pausa. Não interfere nas relações sexuais e tem baixíssima incidência de efeitos colaterais.

IMPLANTE

O bastonete do tamanho de um fósforo é inserido logo abaixo da pele do braço – no consultório e com a anestesia local.
E vai liberando pequenas doses de progestagênio na circulação. Pode interromper a menstruação, mas em 30% dos casos leva a sangramentos irregulares. Sua vida útil é de até três anos.

PÍLULA

Combinada ou somente de progestagênio, é a única a passar pelo fígado antes de cair na corrente sanguínea. Essas escalas pelo aparelho digestivo devem ser levadas em conta por quem sofre com problemas gastrointestinais ou hepáticos. É a tática antigravidez mais utilizada em todo o mundo.

DIU DE PROGESTERONA

Como a versão de cobre, é uma estrutura inserida no útero pelo médico. Inibe o crescimento do endométrio e dificulta a movimentação dos espermatozóides, além de liberar a versão do hormônio progesterona.
Não tem estrogênio e traz bons resultados em caso de endometriose.
Dura cinco anos.


Contraceptivo

Para cada contexto, uma escolha

PARA QUEM AMAMENTA

“O estrogênio atrapalha a lactação”, avisa o ginecologista Rogério Ramires, do Femme Laboratório da Mulher, em São Paulo. Em outras palavras, os procedimentos hormonais combinados não são uma boa idéia. Mas, seis semanas após o parto, dá para investir naqueles só como a progesterona no organismo.
Entram aí algumas pílulas, as injeções trimestrais e o implante subdérmico, inserido embaixo da pele. Algumas mulheres optam por aproveitar o momento do parto para colocar o DIU de cobre – ou fazem isso logo depois.

PARA QUEM FUMA

Cigarro e estrogênio jamais combinam, em nenhuma idade. Mas a coisa complicada mesmo depois dos 35 anos.
Essa é a hora de deixar de lado o etinilestradiol, que entra na fórmula da maioria dos métodos hormonais combinados. Ele aumenta A agregação das plaquetas e provoca constrição dos vasos, potencializando o risco de infartos e derrames – que já é mais alto por causa do tabagismo.

PARA QUEM TEM ENXAQUECA

“No caso, quanto menor a dose de hormônios, melhor”, afirma a ginecologista Rosa Neme, do Centro de Endometriose de São Paulo. Principalmente o estrogênio, que, por provocar uma vasoconstrição, costuma agravar a dor. Se a enxaqueca for acompanhada de aura, distúrbios visuais como flashes e cegueira parcial, nenhum método hormonal combinado é recomendado.

PARA QUEM É ADOLESCENTE

Não que seja norma, mas a maioria dos especialistas prefere esperar um tempo após a primeira menstruação para que o organismo – sobretudo o sistema reprodutor – amadureça. Esse período é interessante até para dar uma chance de o ciclo menstrual revelar se está mesmo em ordem. Se houver alguma disfunção, como síndrome dos ovários policísticos, ou se a garota pretende iniciar a vida sexual, o ideal é uma boa conversa com o especialista para definir o melhor método para ela. Alguns atrapalham mais e outros, menos.


PARA QUEM É DIABÉTICA

Quando o problema é só diabete – controlado e sem complicações – não há grandes restrições.
Acontece que, muitas vezes, a doença vem acompanhada de um pacote de males que resultam na chamada síndrome metabólica, como o colesterol alto, a gordura abdominal e a hipertensão. E, aí sim, é preciso avaliar se o uso de hormônios não aumentaria tanto a pressão como a resistência à insulina.

PARA QUEM SOFRE Á BEÇA DE TPM

Nada menos que 80% das mulheres enfrentam ou já enfrentaram o inchaço, a irritação e as dores da tensão pré-menstrual. Nessa circunstância, as pílulas de uso contínuo, sem pausa para menstruar, apresentam bom resultado. “O implante também melhora os sintomas porque pode cessar a menstruação”, diz Mara Diegoli, coordenadora do Centro de Apoio à Mulher com TPM do Hospital das Clínicas de São Paulo. Há ainda pílulas combinadas que levam o hormônio sintético progestagênio drospirenoma e prometem aliviar o incômodo.

PARA QUEM JÁ TEVE CÂNCER

A ciência questionou diversas vezes se o uso de contraceptivos orais teria relação com o surgimento de tumores de mama.
“Essa associação ainda é controversa”, esclarece Eduardo Zlotnik, ginecologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Comprovado mesmo é que os anticoncepcionais reduzem o risco de desenvolver o câncer no ovário e no endométrio. Agora, se a mulher tem ou já teve tumor de mama, a conduta ideal seria evitar todos os contraceptivos hormonais, que podem facilitar a volta da doença. Uma saída é se valer do DIU de cobre. Nos casos de câncer cervical, por outro lado, o DIU de cobre é carta fora do baralho, e os métodos hormonais passam a ser uma possibilidade.

PARA QUEM É HIPERTENSA

Mais uma vez, a Organização Mundial da Saúde recomenda fugir da combinação sintética estrogênio-progestagênio, especialmente nos casos mais graves de pressão alta. Já as injeções mensais podem funcionar, porque possuem estrogênio natural, e não sintético.

PARA QUEM QUER ENGRAVIDAR EM CURTO PRAZO

Esse é um assunto sempre complicado, que mexe com as expectativas da mulher e gera ansiedade. Não custa repetir, portanto, que cada corpo tem seu tempo. Mas, se usarmos a lógica, o DIU de cobre ou progesterona e o implante não seriam boas escolhas, já que têm vida útil de três anos para cima.
A injeção trimestral de progesterona é outra opção que deveria ser descartada. O período de retorno à fertilidade após a suspensão do uso costuma ser mais demorado que o de outros métodos hormonais.

FONTE: REVISTA ESPECIAL SAÚDE É VITAL




Receita : Caponata

Ingredientes:

·        2 berinjelas grandes.
·        Azeite de oliva.
·        1 colher (chá) de orégano seco.
·        1 cebola roxa bem picada.
·        2 dentes de alho cortados em lâminas.
·        2 colheres de (sopa) de alcaparras em conserva  escorridas.
·        Azeitonas verdes sem caroço.
·        5 tomates picados grosseiramente.
·        Sal e pimenta do reino a gosto.
·        Salsinha picada a gosto.

Modo de Preparo:
1.     Escolha berinjelas firmes e com poucas sementes e corte-as em pedaços grandes. Numa frigideira grande e antiaderente, coloque um pouco de azeite e junte os pedaços de berinjela (a frigideira deve ser grande para que a berinjela doure por igual). Polvilhe com o orégano, tempere com sal e mexa com cuidado, virando a berinjela de todos os lados, até dourar bem.
2.      Junte a cebola e o alho e cozinhe por mais alguns minutos. Se necessário, junte mais azeite. Acrescente as alcaparras e as azeitonas e misture. Junte  os tomates,mexa e deixe cozinhar por 15 minutos,ou até murcharem.Acerte o sal,junte pimenta a gosto e se preferir, regue com um pouco mais de azeite.Polvilhe com a salsinha e sirva quente ou frio.
Dicas
Esta caponata pode ser servida quente ou fria, acompanhada de pão. É ótimo também com macarrão, fazendo as vezes do molho.E no dia seguinte ao preparo, fica ainda mais gostoso.

FONTE:  IMFORMATIVO  CAMA MESA & VIDA  Nº 3 MAIO/2012

A cozinha e os vinhos Mediterrâneos

Esta cozinha se caracteriza pela variedade de preparações servidas ao mesmo tempo para serem compartilhadas sem pressa e que ganham os mais variados nomes:antepastos, na Itália, tapas, na Espanha, e mezzes, nos países árabes.São receitas simples feitas com ingredientes frescos, peixes e frutos do mar variados, legumes e verduras, ervas frescas como a sálvia, o manjericão, o tomilho e o alecrim, e grãos, todos preparados com azeite de oliva, o que torna os pratos extremamente saudáveis.
Entre os vinhos do Mediterraneio existem deliciosos descobertas como os brancos gregos feitos com uva assyrtiko (os produzidos em Santorini são frescos e minerais) ou os poucos conhecidos vinhos de países como Israel, onde são cultivadas uvas internacionais, e Líbano, que produz vinhos tintos ricos no estilo de Bordeaux.Os roses da Provence, com sua elegância e sedução, também são bons parceiros da cozinha mediterrânea, assim como os vinhos dos italianos produzidos com uvas autóctones, como a tinta Nero d’Avola, da Sicilia, e as brancas Fiano d’Avellino e Greco di Tufo, da Campanha.Outra opção de acompanhamento para alguns pratos dessa cozinha é o jerez espanhol, com suas variantes que vão desde os mais delicados como o manzanilla ao doce e rico Pedro Ximénez.

Fonte: INFORMATIVO CAMA MESA & VIDA, Nº3 MAIO /2012

Libido na Terceira Idade

Na mulher, o desejo com o tempo de relacionamento se faz de modo responsivo(tato) e menos espontâneo (Falta), daí   a necessidade maior nessa fase de vida de se desenvolver a intimidade e o jogo erótico para que a libido ‘acorde’.
            O desejo ou apetite sexual (sinônimo de libido) é de pendendo de fatores endócrinos (neuro-hormonais) e/ou psicológico(pensamentos e sentimentos). Com relação ao tipo de estimulo sensorial mais efetivo na produção do desejo, de uma forma genérica, as mulheres tendem a apreciar mais os estímulos auditivos e táteis ,em quanto os homens preferem os visuais.Transcendendo essa constatação, chegamos ao particular, onde cada pessoa deverá descobrir qual é o seu canal sensorial mais aguçado na captação dos estímulos sexuais.
            Com relação à função sexual, o que muda na mulher com o envelhecimento é o tipo da resposta sexual, que se toma mais lenta e menos  intensa, mas nem por isso menos prazerosa ou satisfatória.O principal fator da senescência sexual é a freqüência sexual baixa ou nula. A Constancia de atividade sexual na mulher madura raterda os efeitos do envelhecimento sobre os órgãos genitais. Algumas mulheres com o avançar da idade, vão apresentar redução do desejo  e da freqüência do sexo e isso significa uma disfunção sexual.Em alguns casos, a mulher apresenta diminuição da função sexual por causa de doenças ou declínio no interesse do parceiro.Em qualquer caso de dificuldade de desejo sexual deve-se buscar resolução com medicação e/ou psicoterapia.
            Por fim, sempre é bom saber que entre os estímulos sensoriais, deve-se enfatizar o com-tato .Estar em contato com o tato é mais importante do que a erotização, que vem em conseqüência deste. Importante em qualquer etapa da vida, na terceira idade o tato é fundamental na satisfação sexual.

FONTE: INFORMATIVO  CAMA MESA & VIDA, Nº3 MAIO /2012

Sexualidade na terceira idade

Não há porque temer a idade como fator de diminuição do prazer sexual.A idades não dessexualiza o individuo , a sociedade sim, como bem coloca o sexólogo Ricardo Cavalcanti. Existe uma alteração da resposta sexual qualitativa e quantitativa com o avançar da idade, sendo que essas modificações não se dissociam do contexto geral de outras forças orgânicas também alteradas pelo tempo como locomoção, digestão e circulação. Por isso, a idade não pode ser apontada como o fator central de problemas sexuais, que, alias, não são prerrogativas das faixas etárias mais elevadas.A pessoas como um todo se modifica com a idade e dentro desse contexto, a sexualidade também se transforma, mas não se torna menos agradável.
A sexualidade das pessoas com mais de 65 anos não é necessariamente pior nem melhor que a dos jovens:é apenas diferente.A ignorância, no sentido do desconhecimento, faz com que as pessoas mantenham uma expectativa de padrão sexual incompatível com as mudanças fisiológicas, do processo normal  do envelhecimento e da sexualidade nesse contexto ainda é confundida com os efeitos deletérios de algumas doenças.O envelhecimento  normal é comumente definido como sendo as mudanças psicológicas com a idade e não associados com doenças; entretanto, ainda não se tem claro quais seriam essas mudanças fisiológicas e psicológicas.

Terceira idade

Escolhas seletivas, no vinho e nos relacionamentos
 Essa fase combina a sabedoria,que vem com a maturidade,com a liberdade de escolha tanto nos vinhos e na gastronomia quanto nos relacionamentos.

A longevidade é um aspecto recente na história da humanidade e ainda há um grande desconhecimento com relação a muitos de seus aspectos,inclusive definições e conceitos.As dificuldades começam na definição do que seja envelhecimento.A Organização Mundial da Saúde estabelece o limite cronológico de 65 anos para o início da velhice,o que corresponderia à terceira idade.Embasados no aumento da expectativa de vida,muitos já têm proposto a quarta idade,que começaria aos 80 anos.Mas,o envelhecimento não pode ser medido apenas pela cronologia, pois é um estado multifatorial que inclui as condições fisiológicas,psicológicas e sociais do indivíduo.Para aqueles que focam o conceito da velhice apenas no critério cronológico vale uma das máximas do poeta e psicólogo mineiro Wolber de Alvarenga:”Velho é o que chora o que perdeu”.E para aqueles que resistem ao processo do envelhecer (não seria melhor envelheSER?) só He outra alternativa,o de morrer prematuramente,e esta ninguém deseja.
Hoje as pessoas se cuidam cada vez mais,escolhendo com cuidado o que comem e praticando atividades físicas regularmente,o que faz com que alcancem a terceira idade – chamada de “maior idade” – com disposição suficiente para aproveitar as coisas boas da vida.Nessa fase, o paladar tende a ficar mais apurado com predominância para o estilo mais clássico da gastronomia e do vinho.Acreditamos que a cozinha mediterrânea,considerada uma das mais saudáveis do mundo,combina muito com essa fase de vida,tanto no estilo(refeições sem pressa,acompanhadas de um bom vinho,feitas ao ar livre e em companhia de amigos),quanto nos ingredientes (muitos grãos,ervas,azeite de oliva),preparados de forma mais tradicional.Nossa sugestão de receita é a caponata,prato simples e delicioso originário da Sicília,que reflete bastante essa cozinha.Na escolha dos vinhos,por outro lado,é o momento de aproveitar a diversidade e sair do lugar comum,provando vinhos de diferentes regiões e de uvas menos conhecidas (que tal a mouvédre ou monastrell?)ou até mesmo as clássicas (de um corte bordalês usual,como a carbernet sauvignon,cabernet franc e merlot?).
Os relacionamentos também são mais seletivos e as mulheres buscam no companheiro a cumplicidade tão necessárias para compartilhar os mais variados programas.Sabemos que a sexualidade,quando não reprimida, pode ser vivenciada até o fim de nossa existência.Não há na biologia do envelhecimento nenhum fator que encerre de forma automática a função sexual.A dificuldade de aceitação da sexualidade com o avançar da idade está relacionada,também,aos estereótipos veiculados pela mídia e incorporados no inconsciente coletivo,que associa os prazeres do sexo com juventude e beleza estética.Mesmo que a nossa sociedade reforce que o avançar da idade é sinônimo de perda de poder e de possibilidades, defendemos uma mudança de paradigma que credite a esse período da vida a criatividade,o amor e o sexo.

FONTE: INFORMATIVO CAMA, MESA & VIDA